Dicas Sexo Veja Tudo
Dicas Sexo Veja Tudo
Dicas Sexo Veja Tudo
Dicas Sexo Veja Tudo
Dicas Sexo Veja Tudo
Dicas de conquista, massagens, pompoarismo, técnicas, posições e muito mais...

O prazer da dor !


    O sadismo é o ato de infligir dor e sofrimento, em outra pessoa,
físicos ou psicológicos, para se alcançar a excitação sexual. O termo vêm
de Marquês de Sade (1740-1814), autor francês que escreveu livros de
caráter erótico, falando da crueldade como forma de obtenção de prazer.

    Freud define 3 tipos de masoquismo:
    Feminino - os fantasmas masoquistas significam ser castrado, submeter-
se ao coito ou dar a luz. A castração é deslocada, deixando nos fantasmas
"traços negativos", sentimento de culpa e cenas de punição para exprimir
uma falta. Não está relacionado, nem com a mulher (caráter do sexo
feminino) nem com a perversão sexual, e sim, ao masoquismo primário,
pulsão de morte, onde se manifesta o prazer da dor.

    Masoquismo erógeno - seria a angústia presente em todas as fases da
organização libidinal e o que pode vir a se tornar uma verdadeira
perversão masoquista, onde predomina o prazer da dor ligado ã sua
erotização.

    Masoquismo moral - ao contrário da erotização dos tormentos
infligidos pela pessoa amada, o que importa é o sofrimento em si, se ferem
a si mesmo e posteriormente volta a ligar-se ao erotismo: É um modo de
satisfazer um sentimento de culpa (inconsciente). Seria a conjunção do
masoquismo erógeno e a severidade do super-ego em recriminar o complexo de
Édipo, que encontraria uma moral ressexualizada e o complexo de Édipo
ressuscitado, abrindo-se uma via da moral ao complexo de Édipo.

    Organização
    Para todo sádico há um masoquista. Nas palavras dos S&M, para todo
senhor há um escravo. O senhor é quem gosta de dominar, bater, humilhar o
outro. O escravo simplesmente ouve e acata as ordens do seu mestre. Na
base da hierarquia S&M, está o servo, que de tão insignificante não merece
nem ser humilhado, pois não tem direito ao prazer. O servo é sempre um
masoquista, mas só poderá ser castigado quando ascender à categoria de
escravo. A ele, cabem as funções mais desprezíveis, como faxina e
arrumação do local. Geralmente, um escravo nunca se tornará senhor, pois
seu prazer está justamente em ser castigado e humilhado.

    Apesar do senhor ter total dominação sobre seu escravo, os limites do
jogo são estabelecidos antes do sexo. Geralmente, as partes conversam em
pé de igualdade e definem até onde se pode chegar: ser tratado como
cachorro ou amarrado e amordaçado, por exemplo. Ao contrário do que se
pode imaginar, quem determina o limite é o submisso, não o dominador. Como
é ele quem sofre, estipula até onde pode chegar seu flagelo sem que haja
prejuízos à sua saúde física e intelectual.

    Definidas as regras, é hora de partir para a prática. O jogo só
termina quando o dominador quiser ou quando a 'safe word' (senha de
segurança) for acionada. A safe word é previamente combinada e pode ser
uma palavra, expressão, gesto ou ação utilizada, e serve para que o
escravo demonstre que já chegou ao limite máximo de dor e humilhação. A
safe word não pode ser dita sem necessidade - caso contrário o dominador
aplica punições severas em seu escravo -, mas deve ser usada toda vez que
o dominado julgar necessário. Neste caso, o senhor pára imediatamente o
jogo.

    Não há relação de fidelidade do senhor para com o escravo. Se o
dominador quiser, pode ter vários submissos. O dominado, entretanto, só
pode servir a mais de um senhor se for vendido, alugado ou emprestado.
Esta prática pode parecer estranha entre os 'baunilhas' - termo que
identifica quem não pertence ao universo sadomasoquista -, mas é comum
para os S&M.

    Práticas
    Existem vários níveis de tortura e humilhação sadomasoquistas. Não há
nenhum tipo de 'graduação', portanto cada um faz o que prefere e não
precisa passar por todas os tipos. O prazer da dor e da dominação é o que
vale, e um completa o outro. Quem gosta de simplesmente levar tapas na
cara pode apanhar a vida inteira e sentir-se satisfeito. Mas há quem
prefira pegar mais pesado, e se isto for prazeroso e não trouxer nenhum
malefício à saúde, 'laisse faire'.

    Há pelo menos três níveis de punições, que vão do leve ao pesado. No
sadomasoquismo leve, estão incluídos os tapas - no rosto ou qualquer lugar
do corpo -, imitação de animais e arranhões leves. O bondage, que consiste
em amarrar os tornozelos e pulsos, também entra nesta categoria. Para os
que curtem mais sofrimento, há o famoso chicotinho, além da cera de vela -
derretida, jogada sobre o corpo - e os prendedores de mamilos, usados
tanto em homens quanto em mulheres.

    O máximo do sofrimento, o chamado SM Hard, consiste em introduzir a
mão e o punho no ânus ou vagina do submisso. Esta prática pode causar
lesões e só deve ser feita pelos iniciados. A coprofilia - ingestão de
fezes - e a chuva dourada, onde um urina na boca do outro, completam este
tipo de SM.

    Patologia ou Fetiche?
    Afinal, sádicos e masoquistas são 'normais'? Em se tratando de sexo,
definir normalidade não é tarefa fácil. O sexólogo Rogério Rodrigues da
Silva afirma que, enquanto ambos estiverem satisfeitos, seja batendo ou
apanhando, tudo bem. Se não houver perda da integridade física ou
psicológica de nenhum dos envolvidos, o prazer é o que vale, mesmo que ele
venha com a dor de uma vela quente ou em obrigar o outro a comer em tigela
de cachorro. "O problema é quando o prazer só se dá dessa forma. Aí a
prática se torna uma obsessão", afirma. Neste caso, fica caracterizado um
desvio de comportamento sexual.

    Para Alberto Murta, doutor em psicanálise pela Universidade da França,
todos nós temos um pouco de sádicos e masoquistas. Ele explica que é
difícil isolar as causas desse tipo de comportamento. Entretanto, afirma
que "forçosamente, algo aconteceu na infância do sujeito para que ele
tenha esta preferência atualmente". Para a psicanálise, a infância é a
matriz em torno do qual o indivíduo estrutura sua sexualidade.

    O sadismo ou masoquismo podem, em alguns casos, ser considerados
patologias. O sádico patológico é aquele que não tem limites. Enquadram-se
nesta categoria os psicopatas e os estupradores. A intenção é ver o
sofrimento, a dor e a humilhação do outro, sem se importar com a saúde. Os
sádicos patológicos devem ser punidos pela lei e tratados por psiquiatras.
Já o masoquista patológico é uma ameaça a si próprio, pois sua intenção é
causar dor a si mesmo, muitas vezes mutilando-se ou castrando-se.

    Limites
    Apesar do prazer máximo para o sádico ser o sofrimento alheio, há
limites para a prática do sadomasoquismo. Todo S&M sabe que é um jogo
baseado na tríade "são, seguro e consensual". Em primeiro lugar, a pessoa
tem que saber em que terreno está pisando, senão não há como praticar. Ter
certeza de que ninguém sairá machucado após uma sessão também é
imprescindível, por isso a segurança é tão importante. E, acima de tudo,
tem de haver consenso entre as partes para definir que práticas serão
permitidas ou não. E isto é mais importante que a relação dominador-
escravo.

    Tapinhas no rosto ou velas derretidas, ser tratado como cachorro ou
açoitado com chicote, humilhar o outro ou castigá-lo com desprezo. Se você
e seu parceiro têm vontade ou curiosidade, tentem. Se não gostarem da
experiência, bola para frente. O que vale é a busca do prazer, mesmo que
ele venha com um tapa. Afinal, para muitos, dor e amor andam lado a lado.
O importante para nos adeptos do S&M é que as praticas sejam sãs para a
mente, sanas para o corpo e consensuais.

COMPARTILHE ! - Passe o mouse na figura abaixo:
Compartilhe, adicione aos favoritos na web, ou recomende via e-mail !



0 Comentários:
Postar um comentário
<< Início
 
Procurar no blog:
Procurar por
No Sexo Veja Tudo
Postagens Anteriores
Arquivo
Sobre o Blog

O Blog de Sexo do Veja Tudo foi criado com objetivo instrutivo, para mostrar aos visitantes, dicas diversas, para aumentar cada vez mais o prazer nas relações com seu parceiro. Fique á vontade, para comentar as postagens ou indicar para amigos.




Bate Papo
Parceiros
Links

Cadastre-se no feed !
[O que é isso?]

Cadastre-se para receber as notícias do blog, por e-mail:

Tecnologia FeedBurner




Yahoo bot last visit powered by MyPagerank.Net
Msn bot last visit powered by MyPagerank.Net



tracker